Skip to main content

O Senhor é Jesus?

“O senhor é Jesus?"
Entraram todos com seus bilhetes e maletas, correndo pelos corredores.
De repente, sem querer, um dos vendedores tropeçou em uma mesa na qual havia uma cesta de maças.

As maças caíram e foram rolando por toda a parte… Sem parar e nem olhar para trás, os vendedores seguiram correndo, conseguindo alcançar e subir no avião.

Um grupo de vendedores foram à uma convenção de vendas.

Todos haviam prometido a suas esposas que chegariam a tempo de jantar na noite de sexta. No entanto, a convenção terminou um pouco tarde e chegaram já atrasados ao aeroporto.

“O senhor é Jesus?"

Todos menos um.

Este se deteve, respirou fundo e experimentou um sentimento de compaixão pela dona da barraquinha de maçãs.

Disse aos amigos que seguissem sem ele, e pediu a um deles que ao chegar, ligasse para sua esposa e explicar que ele chegaria em um vôo mais tarde.

Logo... voltou ao terminal e encontrou as maçãs atiradas por todo chão.

Sua surpresa foi grande quando se deu conta que a a dona da barraquinha era uma jovem cega.

Ele a encontrou chorando, com suas lágrimas correndo pelo rosto. Ela palpava o chão em vão, tentando recolher as maçãs. Enquanto isso a multidão passava, vertiginosa, sem se deter e sem se importar com sua desgraça.

O homem se juntou a ela, recolheu as maçãs, as colocou em uma cesta e ajudou a montar a barraquinha novamente.

Porém, não havia dado-se conta que muitas das maçãs ao caírem, tinham sido amassadas e estavam estragadas.

Separou então essas, e as colocou em uma outra cesta.

Quando terminou, tirou sua carteira do bolso e disse à moça:

“Pegue por favor, são R$ 100,00 pelos danos que causamos”. "Está bem?"

Ela, chorando ainda, acenou positivamente com a cabeça.

Ele continuou dizendo:

"Espero não ter arruinado seu dia".

Conforme o vendedor começou a se afastar, a moça gritou:

"Senhor..."

Ele parou e olhou para aqueles olhos cegos...

Ela continuou:

“O senhor é Jesus...?"

Ele parou de repente, depois deu várias voltas antes de se dirigir para pegar seu outro vôo, mas com aquela pergunta martelando e queimando em sua alma:

“O senhor é Jesus?"

E com você, as pessoas o confundem com Jesus? Porque esse é nosso destino. Não é assim? Parecermos tanto com Jesus, de maneira que as pessoas não possam distinguir a diferença…
Parecermos tanto a Jesus, vivendo em um mundo que está cego ao seu Amor, sua Vida e sua Graça?

Se dizemos que conhecemos Jesus, deveríamos viver e atuar como ele faria...
Conhecê-lo é muito mais do que citar os evangelhos e ir à Igreja.
É na realidade viver sua palavra a cada dia.

Você é a menina de seus olhos, ainda mais quando golpeado pelos tombos e caídas.

Ele deixou tudo e regozijou-se no Calvário... por você, por mim... pagou pela fruta estragada.

Comecemos então a viver como se valêssemos pelo preço que ele pagou!

Comecemos hoje!